Desenvolvimento Sustentável de Icapuí para o mundo

Desenvolvimento Sustentável de Icapuí para o mundo

Icapuí. A Fundação Brasil Cidadão (FBC), mantenedora do Projeto “De Olho na Água”, que existe há mais de dez anos no município de Icapuí, promoveu palestra sobre Desenvolvimento Sustentável para jornalistas e autoridades da área de meio ambiente com o professor sênior do Instituto de Energia e Ambiente da Universidade de São Paulo (USP), José Eli da Veiga. O encontro foi realizado no sábado (8), na Praia do Requenguela, em Icapuí, a 200 quilômetros de Fortaleza.

José Eli da Veiga falou sobre Mudanças Climáticas e o que ele acredita que as nações precisam fazer com relação a isso. Destacou também os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), iniciativas que compõem a Agenda 2030 das Nações Unidas (ONU). Ao todo, são 17 ODS e representam uma agenda universal e indivisível que equilibra as três dimensões do Desenvolvimento Sustentável: a econômica, a social e a ambiental.

“A ideia de Sustentabilidade se tornou um valor, mas não era assim. Na Declaração dos Direitos Humanos não tem nada sobre as gerações futuras. A preocupação com as gerações futuras depende muito do tipo de visão que temos hoje. O que queremos é ter a possibilidade de escolher. Isso é que é liberdade. No fundo, desenvolvimento é expandir as liberdades humanas, que é a questão da escolha, mas nem todas as crianças de hoje poderão escolher o que ser no futuro pelo que estamos fazendo hoje”, disse Eli da Veiga.

Leinad Carbogim, diretora da Fundação brasil Cidadão, disse que o objetivo do Projeto “De Olho na Água”, desde o início, é com a Sustentabilidade local. “Sempre esteve na nossa cabeça de forma muito efetiva. Pensamos como implantar o projeto, como chegar aos jovens e conseguir adesão. Ao longo do tempo, muita gente passou por aqui e fomos, juntos, construindo, porque tivemos a clareza de compreender o Município em sua realidade”, destacou.

Ela explicou que o papel da FBC é diagnosticar as potencialidades e dificuldades das comunidades e tentar possibilidades de crescimento. “Fomos construindo e fazendo projetos diferentes para responder às questões que tínhamos dúvidas, entre as quais como conhecer o território, entender a memória, história e cultura de cada comunidade. Assim, conseguimos chegar nas 34 comunidades e documentar história, e memória e o que elas querem para o futuro. Foi uma construção longa, mas conseguimos chegar nas comunidades que têm potencial de projetos com impacto ambiental”, explicou.

 

Projeto ‘De Olho na Água’

O Projeto tem o patrocínio da Petrobras, está em sua quarta etapa e busca promover a recuperação de manguezais no município de Icapuí por meio de ações que fomentem a Educação Ambiental e a conservação do meio ambiente com atuação direta das comunidades locais.

Constituída em 1996, a Fundação Brasil Cidadão já recebeu diversas premiações pelas ações sociais que desenvolve, entre as quais foi finalista do Prêmio da Fundação Banco do Brasil de Tecnologia Social com o Projeto “De Olho na Água”, em 2017, além do Prêmio Muriqui, da Reserva da Biosfera da Mata Atlântica (RBMA), pela contribuição para a conservação da natureza.

Link Original da Notícia