Plantios marcam o Dia de Proteção às Florestas

Plantios marcam o Dia de Proteção às Florestas

Neste 17 de julho comemora-se o Dia de Proteção às Florestas e 15 projetos patrocinados pela Petrobras plantarão 4.625 mudas em várias regiões do País. Deles, três no Nordeste: um na Bahia, o Projeto CO2 Manguezal; e dois no Ceará, o Projeto De Olho na Água e o Projeto No Clima da Caatinga.

Essa iniciativa faz parte de uma ação coletiva, resultado da integração de projetos patrocinados pelo Programa Petrobras Socioambiental, a maioria da linha Florestas e Clima. Ela conta com uma campanha digital nas redes sociais dos projetos participantes com as hashtags #florestaseclima e #juntospelomeioambiente.

Na cultura popular brasileira, a proteção das florestas é personificada na figura mítica do Curupira, um espírito mágico que habita as florestas e ajuda a protegê-las. Por este motivo, o dia 17 de julho é o Dia de Proteção às Florestas e também o Dia do Curupira, o “protetor das florestas”. Por isso, nesta data muitas ações práticas são realizadas para mostrar a importância de fazer algo para proteger as florestas.

A ação que envolverá crianças, jovens, universitários, pessoas com deficiência, comunidade tradicionais e povos indígenas pretende reforçar a importância da proteção das florestas não só para a regulação do clima, mas também para a manutenção da vida no Planeta.

A ideia é aproximar as pessoas e a natureza disseminando conhecimentos sobre as espécies ameaçadas, a necessidade de recuperação e preservação dos recursos para gerações futuras e também a utilização das plantas em várias atividades humanas como a alimentação, o uso medicinal, a produção de cosméticos, entre outros.

De olho na Água
O Projeto “De Olho na Água” é o responsável pelo plantio de 715 mudas, sendo 700 de mangue e 15 nativas, das quais três estão ameaçadas de extinção, como as espécies Rhizophora mangle (Mangue-Vermelho) e Laguncularia racemosa (Mangue-Branco), que compõem parte significativa do manguezal, berçário da vida marinha, e a espécie da flora Tabebuia Sp., cujas flores são importante fonte de alimento para as espécies de abelhas nativas sem ferrão como a Jandaíra. O plantio será realizado no manguezal da Barra Grande, em Icapuí.

O Projeto “De Olho na Água” é realizado pela Fundação Brasil Cidadão para Educação, Cultura, Tecnologia e Meio Ambiente (FBC), com patrocínio da Petrobras, e atua junto às 34 comunidades do município de Icapuí, no Litoral Leste do Ceará.

Três diretrizes básicas norteiam suas ações:

Planejamento e gestão ambiental
Desenvolvimento socioeconômico sustentável
Mudança de atitude
Já produziu mais de 100 mil mudas de mangue e recuperou 9 hectares de manguezal, que equivalem a nove campos de futebol.]

Fonte: http://agenciaeconordeste.com.br